Dia Comum

21 de abr de 2013



Eu ligo a TV, mas não sei o que se passa. Coloco o fone de ouvido e tento encontrar alguma música que me preencha. A TV está no mudo, nem sei qual programa está passando. E ela fica lá, o dia inteiro ligada. Durante o dia conversa comigo (mas nem dou ouvidos, ela é tagarela demais). Durante a noite ilumina a sala, me mantém acordada e atenta. É uma boa companhia.
Às vezes também coloco a música no mudo. A casa parece inabitada, nenhum som sai daqui – e isso me assusta. Sinto um vento frio passar entre meus dedos dos pés, como se anunciassem a chegada de alguém. A porta dos fundos começa a ranger, um grilo passa voando pela janela da sala, e o gato branco que sempre me assusta surge repentinamente na escada, se estica todo e pula o muro, alcançando a rua e aproveitando-se de sua vida na mais completa solidão.
O silêncio me assusta. Me deixa desprotegida. Imediatamente aumento o volume da TV, mudo de canal, e me abstraio com o jornal ou com aqueles péssimos atores do folhetim global. Encho meus ouvidos com essa baboseira, com as mesmas músicas, os mesmos pensamentos, a mesma voz rouca e desafinada tentando mostrar para um alguém invisível que canta bem.
A presença da TV – e apenas dela – me mostra que a solidão não me recebe mais como uma amiga. Sou uma estranha a ela, e vice-versa também. Acabou-se a inspiração, acabaram-se os abraços amigos e o colo reconfortante. Não posso mais ler o que escrevo – nem posso mais escrever.
A única coisa que posso fazer é ligar a TV e colocar no mudo, esperando que magicamente apareça algo que me traga de volta ao meu mundo.










Por: Laila Silva

8 Opiniões:

Steve Gleidson disse...

Odeio dias assim rs

Claudio Chamun disse...

Se depender da TV estás ferrada - risos.
Só tem joça.

@qFernando disse...

Layla!!!
Primeiramente brigadão pelo selo da semana passada, só agora pude parar pra agradecer!!!Brigadão!1

Sobre o post de hoje, nossa passei mto por issso e agora sinto saudade pq tah foda a vida de adulto sem tempo pra nada...sdds tv sdds ouvir música...só sobrou fds msm....hahahahah

bjs...

_____________________________________
http://anteontemmusical.blogspot.com.br/

Rodrigo Ferreira disse...

Também ligo a televisão e coloco no mudo, mas parece que não tem nada pra ver e escuto as mesmas musicas. Ah!E um tédio de ficar em casa. E como uma televisão ficar para no mesmo canto rs.

bjs

rodrigobandasoficial.blogspot.com

B. disse...

"Acabou-se a inspiração, acabaram-se os abraços amigos e o colo reconfortante. Não posso mais ler o que escrevo – nem posso mais escrever." Tenho me sentido exatamente assim. Há muito tempo não escrevo. Falta-me inspiração e realmente, não sei, porque ela se dissipou. Isso me incomoda. Quero voltar a me expressar, mas a situação se complica a cada dia. Entendo a sua angústia. Bom texto!

Lu Rosário disse...

O problema é que a tv não dialoga conosco, só nos dá a falsa impressão de ser alguém a falar sozinho.

Beijão!

Diego D' Avila disse...

Laila, conheci o teu site através do blog do Rodrigo Bandas. E achei este post carregado de teor melancólico, no estágio 1, rs. Perdoe a minha modéstia, mas sou especialista em melancolia, todos os níveis, rs. Brincadeiras à parte, devemos tomar cuidado para não tornar a melancolia o fato principal de nossas vidas, mas esta melancolia é fundamental para nosso amadurecimento quanto ao que realmente importa nesta vida e você já percebeu que mídia (esta televisiva) não é uma delas. Gostei de sua postagem, abraços. Diego.

Diego D' Avila disse...

E te convido a ler um sentimento meu do que seria, para mim, a melancolia em seu ápice: http://leaodegaza.blogspot.com.br/2012/12/sentimentos-do-lobo-vii-despertar-de.html

Postar um comentário

- Opiniões, críticas, sugestões e tudo mais são sempre bem-vindos, mas seja educado(a) comigo para que eu não precise ser indelicada com você.
- Fique a vontade para deixar o link de seu blog para que eu retribua a visita, desde que faça um comentário decente.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Tecnologia do Blogger.

Siga por E-mail

AGREGADORES