Escrevendo meu Livro

18 de jun de 2012


Então, estou sem o menor ânimo para criar algum texto legal para vocês (mais uma crise de depressão, jajá passa), então eis aqui mais uma parte de meu livro. Se você não viu a primeira parte, clique aqui. Espero não desapontar ninguém, e se gostar, comente, é desse tipo de apoio que preciso para me reanimar. Então, uma boa leitura, e te espero nos comentários. Abraços meus queridos leitores. 

Tag: Escrevendo meu Livro
---------------------------------------------------------------------------

Eu nunca fui bom nisso, sabe, nesse lance de viver. Acho que isso é para os fortes, e eu ainda não cheguei lá. A questão é que sou um fracassado de vinte e seis anos que ainda não encontrou seu lugar no mundo. É, ninguém gosta de admitir que é um solitário, mas eu sou. Desde pequeno.
                Quando eu nasci, meu pai não me amava. Ou melhor, ele amava, mas não sabia. Passava o tempo todo trancado no escritório. Enquanto isso minha mãe fazia compras. E eu era o garoto esquisito com sua estranha mania de se fantasiar. Batman, Superman, Capitão América... As pessoas pensavam que era fanático por histórias em quadrinho, mas eu queria apenas ser notado pelo meu pai.
                Aliás, quem não quer isso? Ser notado, mostrar que tem algum valor. Para os seres humanos, a vida só faz sentido quando somos considerados úteis, mas com algum esforço aprendi que isso é mentira. A vida só faz sentido quando a gente vive.
                Mas naquela época eu não sabia, e meus esforços eram em vão. O máximo que meu pai fazia era ajeitar os óculos e me olhar por cima do jornal da manhã. Ele balançava a cabeça no que parecia ser dúvida, olhava para minha mãe, ela sorria para ele e ele sorria para mim. Sempre deduzi isso como aprovação. 
---------------------------------------------------------------------------
By: Layla Silva

5 Opiniões:

Marcelo Soares disse...

Oi Layla.
Gostei bastante do trecho do seu livro, fiquei bastante ansioso por mais, serio. Achei seu estilo bem legal, só tem que tomar um pouco de cuidado com a concordância (sou PÉSSIMO nisso também rsrsrsrsrs), de repente pedir pra alguém, de preferencia cursando ou formado em letras, revisar pra você seria uma boa =D

Beijo

Vagner Figueiredo disse...

Não desista Layla!
As vezes da um desânimo, mas tudo bem. Se dê um tempo quando acontecer, mas não pare de escrever, mesmo que for uma linha. Eu escrevi o meu que custou uns dois anos +/-. Mas terminei e postei no bookess. Vale muito a pena, pode apostar.

Vinícius Nesi disse...

Gostei muito do trecho do livro,fiquei com vontade de ler mais!!
Seguindo,mt legal o blog!!!

Emerson Melo disse...

É isso aí, Não desista de continuar o seu livro! Escrever às vezes é difícil. Falta inspiração, ânimo, tempo... Mas siga em frente. VOCÊ TEM TALENTO!!

Anônimo disse...

Lailinha, pra continuar o livro tente ler alguma coisa a mais sobre vaidade. O flávio Gikovate tem bastante coisa sobre esse assunto. Como eu conheço um pouquinho mais da tua personagem, valeria a pena investir nesse conhecimento. : )
Eu também quero ver esse livro pronto, parece ótimo

Postar um comentário

- Opiniões, críticas, sugestões e tudo mais são sempre bem-vindos, mas seja educado(a) comigo para que eu não precise ser indelicada com você.
- Fique a vontade para deixar o link de seu blog para que eu retribua a visita, desde que faça um comentário decente.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Tecnologia do Blogger.

Siga por E-mail

AGREGADORES